Coceira no Suvaco

Vejam que presente mais gostoso que o Suvaco ganhou. Os versos são do queridíssimo Candonga, pai do amigo Liberal…

Gosto do que faço porque faço o que gosto e, por isto, fiz estes versos, que dedico à galera de foliões do estimado SUVACO DA ASA, do qual, também, me sinto membro de coração, cabeça e frevo no pé.

O frevo é igual a uma coceira,
Quando começa ninguém quer mais parar,

Coça aqui, coça ali,             |
Coça acolá,                          |  (BIS)
Quanto mais a gente coça   |
Mais tá querendo coçar       |

Coça, coça, minha gente,
Ai que coceira profunda,
Vai coçando mais prá baixo,
Coça aqui na minha bunda.

Que coceirinha gostosa,
Coça aqui que é meu fraco,
Fico todo arripiado
Quando coçam o meu SUVACO..!

Coçá, coçá,
Coçá, coçá, coçá,
A turma é mesmo boa,
É do balacobaco,
SUVACO, SUVACO, SUVACO…!!!!!

 

Aí, Erikinha, a minha simplória colaboração.
Beijos do amigo
Candonga

Anúncios
Esse post foi publicado em Histórias de folia e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Coceira no Suvaco

  1. Ana Paixão disse:

    Amei!!!!!!!!!!!!!!!! Seu Liberal arrasa. Xêro no suvaco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s